Recentemente, o empresário fechou a negociação de uma rádio em São Paulo, a Estadão FM, por R$ 50 milhões. A sua possível nova aquisição envolve comprar as concessões e imóveis que pertencem a Organização Arnon de Mello (OAM), do senador e ex-presidente Fernando Collor de Mello (PROS).

De acordo com as informações do blog Sete Segundos, o contratado do SBT estaria de olho na concessão da TV Gazeta, afiliada da Globo em Alagoas, além de outras empresas que englobam a organização OAM.

No mês passado, a OAM ingressou com um processo de recuperação judicial, que está sendo avaliado pela Justiça. A medida levou à suspensão dos leilões dos imóveis, que estavam previstos para o último dia 3. A Justiça Federal poderia dar um desconto de quase 50% no valor original.

A TV Gazeta, o jornal Gazeta de Alagoas e as rádios AM e FM no interior e na Capital já formaram o conglomerado de comunicação mais forte da região. A crise do país abalou as estruturas da organização, com demissões para conter os gastos e crise entre a diretoria, deixando o futuro do grupo indefinido.

Historicamente, Ratinho e Globo nunca se entenderam. O apresentador foi considerado no final dos anos 90 e início dos anos 2000 como a maior pedra no sapato do canal no horário nobre. Em seu programa no SBT, vez ou outra o artista alfineta a emissora carioca.

O apresentador Ratinho e o SBT terão que desembolsar uma quantia considerável por uma indenização envolvendo uma fake news contra dois padres repercutida em uma edição do seu programa, de 1999.

A decisão, do Superior Tribunal de Justiça, deu ganho de causa para os sacerdotes. Tudo começou por causa de um casamento em Astorga, no Paraná. Um dia antes, os noivos cancelaram tudo e rolou pela cidade o boato de que o noivo e o padre estavam apaixonados.

Ratinho enviou uma equipe para a cidade e, lá, o então repórter do programa Herbert de Souza afirmou que “este padre teria se apaixonado pelo noivo na hora do casamento, e teria mandado um recado para o noivo, pedindo que não se casasse, que era apaixonado por ele. São os comentários, ninguém está falando absolutamente nada, até porque nós estamos esperando a noiva e o noivo nos estúdios“.

Ratinho, em um dos programas, declarou que “estava acontecendo um casamento e, de repente, o noivo – ao invés de se interessar pela noiva – gostou do padre“. O site “Espaço Vital” foi quem relembrou a história polêmica. As informações são do site “Conjur”.

Além de propagar a mentira, o SBT cometeu um segundo e grosseiro erro: colocou a imagem de outro padre na matéria. Por isso, o que estava prestes a celebrar o casório e o que foi colocado sem querer na história entraram com a ação.