Suas Notícias
ÍNDICE


COLUNISTAS
Jussara Gottlieb
Social
Cândido Ocampo
Auditoria no novo Código
Kátia Alves
Pragas urbanas
Wilson Santos
Trânsito Brasil
Marcelinho
Blog do Marcelinho
Pedro Marinho
Blog do Pedro Marinho
Polícia
Publicada em 12/04/2018 às 10h52
PF busca ex-assessor de José Dirceu

 

PF busca ex-assessor de Dirceu em nova operação da Lava Jato

A Polícia Federal prendeu na manhã desta quinta-feira (12) Marcelo Sereno, ex-secretário nacional do PT e ex-assessor do ex-ministro José Dirceu, na Operação Rizoma, que investiga fraudes nos fundos de pensão dos Correios e do Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados).

Também são alvos da operação o lobista Milton Lyra, ligado ao MDB, o sindicalista Carlos Alberto Valadares, e o ex-chefe de gabinete da presidência dos Correios Adeilson Telles. Os demais alvos são operadores financeiros que enviaram recursos para o exterior, bem como beneficiários da propina, em prejuízo do fundos. Não há políticos com mandato entre os alvos.

Os agentes da PF cumprem, no total, dez mandados de prisão preventiva e 21 mandados de busca e apreensão no Rio de Janeiro, em São Paulo e no Distrito Federal. As ordens são do juiz Marcelo Bretas, responsável pela Operação Lava Jato, no Rio.

As investigações apontaram que o investidor Arthur Machado, um dos alvos a operação, como responsável por distribuir propina para pessoas ligadas aos fundos de pensão. Ex-sócio da Ágora, ele é atualmente CEO do ATG Group, empresa que lançou uma nova bolsa de valores para concorrer com a BMF/Bovespa.

A reportagem revelou há dois anos que Milton Lyra e Machado operaram em empresas que captaram ao menos R$ 570 milhões do Postalis (fundo de pensão dos funcionários dos Correios).

As investigações apontaram que Machado utilizou o esquema de geração de dinheiro em espécie dos doleiros Vinicius Claret e Cláudio Barbosa. Ambos são acusados de terem operado também para a Odebrecht e para os irmãos Renato e Marcelo Chebar, doleiros exclusivos do ex-governador Sérgio Cabral (MDB).

Barbosa realizou, segundo o Ministério Público Federal, operações de dólar-cabo no valor total de, ao menos, US$ 1 milhão em favor de Lyra. O lobista já foi apontado como operador do senador Renan Calheiros (MDB-AL), e seu nome apareceu em uma anotação apreendida no gabinete do ex-senador Delcídio do Amaral sobre suposta propina de R$ 45 milhões para o MDB.

A propina distribuída por Machado também teve como destinatário Adeilson Telles, chefe de gabinete do ex-presidente dos Correios Wagner Ribeiro. Ele recebeu cerca de R$ 1 milhão, segundo as investigações.

Alvo da operação, Sereno recebeu R$ 900 mil por ordem de Machado em 2013, quando era secretário municipal de Maricá (RJ), apontaram os investigadores.

Já Carlos Alberto Valadares teria recebido R$ 1,2 milhões. Conhecido como Gandola, ele é presidente da Fenadados (Federação. Nacional dos Empregados em Empresas e Órgãos Públicos e Privados de. Processamento de Dados, Serviços de Informática e Similares).

"As investigações apontam que valores oriundos dos fundos de pensão eram enviados para empresas no exterior gerenciadas por um operador financeiro brasileiro. As remessas, apesar de aparentemente regulares, referiam-se a operações comerciais e de prestação de serviços inexistentes. Em seguida, os recursos eram pulverizados em contas de doleiros também no exterior, que disponibilizavam os valores em espécie no Brasil para suposto pagamento de propina", diz a polícia.

MAIS NOTÍCIAS
25/02/2020PF prende família com 19 kg de cocaína no PR
24/02/2020Militar brasileiro é condenado a seis anos de cadeia
21/02/2020Cuidadora de idoso é preso por morte de médico
21/02/2020Perito vê sinais de tiro à queima-roupa em Adriano
21/02/2020Bolsonaro autoriza envio das Formas Armados para CE
20/02/2020Sargento é preso ao ejacular no braço de mulher
20/02/2020Moro autoriza envio de Força Nacional para o Ceará
18/02/2020Paulo Betti é assaltado em Portugal
16/02/2020PF investiga atentado contra deputado federal do PSL
13/02/2020DF entra com ação contra permanência de Marcola
12/02/2020Criança mata padrasto para proteger mãe
12/02/2020Justiça impede cremação do corpo de miliciano
12/02/2020Daniel Alves tem Mercedes roubada de estacionamento
10/02/2020Filha compra gasolina para incendiar corpos
10/02/2020Preso homem que queria matar Donald Trump
10/02/2020Capitão da PM é assassinado pela PM na Bahia
28/01/2020Pastor é preso por estupro de menina de 12 anos
28/01/2020Jovem é morta e suspeito comparece ao velório
24/01/2020Celular de pastor foi ligado da casa de senador
02/01/2020Justiça solta PM que matou bebê e estava bêbado
02/01/2020Atriz é acusada de assassinar a mãe a facadas
02/01/2020Líbano recebe mandato de prisão para Ghosn
01/01/2020Repórter da Globo é assaltada no Réveillon
18/12/201920 vereadores de Uberlândia são presos
17/12/2019Justiça manda prender ex-governador da Paraíba
10/12/2019Polícia Federal mira operadoras de telefonia
06/12/2019Polícia mata suspeitos de estupro e recebe aplausos
01/12/2019Filho de pastor é conduzido para a Polícia Civil
26/11/2019Mulher engana investidores e desaparece
21/11/2019Policia investiga Carlos Bolsonaro no caso Marielle
04/11/2019Revolta contra a Igreja Universal gera morte
01/11/2019