Ronaldo Fonseca PROS-DF © Câmara dos Deputados Ronaldo Fonseca PROS-DF

O deputado federal Ronaldo Fonseca, do PROS no Distrito Federal, teve seu número de celular clonado na última sexta-feira (23). O parlamentar pode ter caído no famoso golpe do Whatsapp, em que criminosos assumem o número de telefone da vítima e pedem dinheiro para contatos da agenda.

Uma mensagem postada na página do deputado alerta conhecidos para a fraude. “Atenção amigos! O meu celular foi clonado, tem uma pessoa enviando mensagens em meu nome pedindo dinheiro. Por favor, desconsidere (sic)”.

O golpe funciona da seguinte forma: criminosos clonam o chip de um aparelho, e assumem o controle de aplicativos instalados. Enquanto isso, a vítima fica sem sinal e não consegue acompanhar as ligações e as mensagens enviadas pelos criminosos. Eles costumam usar aplicativos como o Whatsapp para enviar mensagens a amigos da vítima, simulando uma situação de emergência para pedir dinheiro.

O deputado fez um boletim de ocorrência e está notificando amigos próximos sobre a fraude. Não há um prazo definido para a recuperação do número telefônico.

Ronaldo Fonseca é da bancada evangélica e também fez parte do contingente de aliados de Eduardo Cunha, ex-deputado federal e ex-presidente da Câmara.